Cáspios

O palpitar da pálpebra direita, a esquerda que ignora. Enquanto isso em seus olhos vestimentas nus e roupas de baixo. Pulsões que tardaram chegar, pela falta de cafeína, pela displicência do olhar. Durante olhares duravam instantes, duravam perdas. Durava seu olhar duro, quase nunca não dizendo. Não dizia, nem deixava. Nem abria. Fechava. Olhando distante e quase sempre não estando. Longas, contínuas piscadas repetitivas. Repetindo em milésimos e centímetros. Milímetros. Enquanto isso seus olhos dormem, choram e veem. Desacordados em súbitos segredos. Inóspitos, cáspios picavam dormentes. Em meio às escutas, curtas, bambeavam. Balançando, quase sempre não estando. Escutando estava. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: